sexta-feira, agosto 01, 2008

Estava dentro da noite, era depois da noite - o coração ia tranquilo, no reconforto do encontro, na hora depois do encontro. Ainda havia vontade de ler, de chegar ao cume, de conhecer o fim da história. Foi quando Michel del Castilho, disse:
"Talvez chegará o dia em que os livros já não existirão. Aí, os homens se descobrirão sem memória, incapazes de decifrar o passado, privados das palavras para dizer a sua esperança, reduzidos ao silêncio do fracasso. De repente, eles estarão mais nus do que na primeira manhã do mundo."

1 Comments:

Blogger Bia said...

A "hora depois do encontro"
é um momento de deleite, linda.

Mas voltar para os braços do mais fiel dos amigos, não encontra páreo em matéria de aconchego,segurança e doação.

Amo encontros com livros,
e gosto de vir aqui.

3:53 PM  

Postar um comentário

<< Home